Skip to content
Martha e Emily esclarecem suas dúvidas

Tem dúvidas?

Veja as perguntas mais frequentes e respostas das craques.

Primeiro, ter muito claro o modelo de jogo da equipe.

Segundo, ter os conceitos muito bem definidos para cada momento do jogo.

Na verdade treinamos com a equipe toda, mas hoje em dia busco fazer mini jogos pois vejo que a equipe consegue absorver melhor as informações, obtendo dentro de cada momento do jogo um conceito bem definido.

Posso me organizar em cinco momentos, sendo eles:

Bloco alto, bloco médio alto, bloco médio, bloco médio baixo e bloco baixo.

Em qualquer um desses momentos você pode fazer marcação sem ter a pressão na bola, mas é sempre interessante fazer a pressão na bola para criar dificuldade ao adversário. 

Com várias, por exemplo:

1-4-4-2 (Temos 4 linhas defensivas se trabalharmos com duas linhas de 4);

1-4-4-2 quadrado (Temos 5 linhas defensivas se trabalharmos com quadrado no meio de campo);

1-4-1-4-1 (Temos 5 linhas defensivas nessa plataforma);

Observando jogos através de vídeo ou in loco. Observar e até mesmo anotar as estratégias nas diferentes situações do jogo. Quando começar a reconhecer padrões, saberá o que o time adversário anda treinando.

Em momentos que a equipe está ganhando ou perdendo, quando você quer segurar um jogo para garantir três pontos na competição, ou perdendo e você precisa criar estratégias para buscar a vitória na partida. A mudança vem de um comando da comissão técnica para as atletas às vezes no intervalo do jogo ou até mesmo durante a partida.

A bola parada é considerada atualmente a quinta fase do jogo de futebol.

Nas bolas paradas, a equipe cria estratégias para quem, onde e como atacar e defender, por isso da importância das bolas paradas hoje no jogo de futebol, precisamos estar muito bem organizados defensivamente e ofensivamente.

Na organização ofensiva estamos com a posse de bola buscando sempre o gol adversário, a partir do momento que a minha equipe perde a posse, entramos na transição defensiva. Digamos que após 10 segundos da transição defensiva entraremos na organização defensiva. Durante a organização defensiva, minha equipe recupera a bola e nesse momento entramos na transição ofensiva.

Com a bola = organização ofensiva

Perdi a bola = transição defensiva

Recuperei a bola = transição ofensiva

Sem a bola = organização defensiva

São muitas as categorias e cada uma tem sua especificidade. Exemplo: Sub-11, sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e profissional. Não tem diferença se pensarmos que treinamos sempre para objetivos específicos, dependendo do momento do time.

Depende em que fase do ano a equipe se encontra. Por exemplo: Período preparatório geral, preparatório específico e competitivo.

No período preparatório geral:  uma semana muito mais voltada à parte física.

No preparatório específico: uma semana mais voltada à uma parte específica que você busca à véspera da competição. (físico, técnico e tático).

Período competitivo:  uma semana mais voltada às competições que a equipe irá disputar (físico, técnico e tático).